Países aprovam leis contra gordura trans

Muitos países já tem em suas normas legislativas a indicação que o uso de gordura trans não é seguro na composição de alimentos.

Neste ano, os EUA determinaram que as indústrias retirem do mercado esses produtos em até três anos. De acordo com o governo norte-americano, a determinação vai reduzir o uso de fósforo nos alimentos.

Segundo pesquisas científicas, o consumo de gordura trans eleva o nível do chamado colesterol ruim, assinalou a entidade.

A gordura trans é usada pela indústria alimentícia para aumentar o sabor e o tempo de conservação dos produtos. Ela é prejudicial à saúde por elevar os níveis de colesterol ruim, a Lipoproteína de Baixa Densidade (em inglês LDL), e diminuir o colesterol bom, a Lipoproteína de Alta Densidade (em inglês HDL). Essas alterações nas taxas aumentam o risco de doenças como infarto e acidente vascular cerebral.

Conheça os alimentos que apresentam gordura trans:

Biscoitos salgados, doces e outros alimentos assados: esses produtos geralmente contêm gorduras trans em estado sólido, para deixá-los menos oleosos.

Pipoca de micro-ondas: as gorduras trans sólidas são usadas nas pipocas de micro-ondas para conservar o produto por mais tempo.

Pizzas e salgados congelados: alguns produtos congelados – pizzas, risolis, coxinhas – contêm gorduras trans para prolongar sua duração.

Manteiga vegetal e margarina em barra

Creme para café

Glacê pronto para uso: os glacês prontos para uso em doces faz com que as guloseimas fiquem mais sólidas e estáveis por mais tempo em temperatura ambiente.

Escreva um Comentário