5 Melhores Fontes de Proteína Vegetal

Quem é vegetariano ou vegano precisa de fontes alternativas de proteína que não sejam de origem animal. É muito importante buscar boas fontes de proteína vegetal para garantir uma dieta saudável, equilibrada e que contenha os aminoácidos essenciais para um bom funcionamento do metabolismo.

1. Feijão e grão-de-bico

O feijão e o grão-de-bico são muito ricos em proteínas. Uma xícara de feijão ou grão-de-bico cozido apresenta cerca de 13 a 15 gramas de proteína por porção. Além do alto teor proteico, essas leguminosas são ótimas fontes de carboidratos complexos, fibras, ferro, fósforo, potássio, manganês e ácido fólico.

2. Soja e derivados

A soja é uma das poucas fontes vegetais de proteína completa, ou seja, que fornece todos os aminoácidos essenciais que o nosso organismo precisa. Uma porção de uma xícara de soja cozida apresenta 23 gramas de proteína.
Além da soja, é possível encontrar alimentos derivados dela que são ricos em proteínas como o leite de soja, por exemplo. Além de ser uma alternativa aos leites de origem animal, uma xícara de leite de soja contém cerca de 7 a 9 gramas de proteína em sua composição.

3. Quinoa e amaranto

A quinoa e o amaranto são grãos sem glúten conhecidos também como pseudocereais que são obtidos de gramíneas.
Ambos apresentam 9 gramas de proteína por xícara do alimento cozido e são fontes de proteína completa. Além de ser uma boa fonte de proteína vegetal, esses grãos ajudam na digestão e contêm grandes quantidades de ferro, fibras, carboidratos complexos, manganês, fósforo e magnésio.

4. Lentilha

Uma xícara de lentilha cozida oferece até 18 gramas de proteína. Elas podem ser usadas em diversas receitas. Algumas pessoas gostam de usar a lentilha como substituta ao feijão, outros preferem saborear o alimento em uma salada ou sopa.
Além das proteínas, as lentilhas têm uma grande quantidade de carboidratos de lenta digestão. Uma única porção de uma xícara fornece cerca de 50% da ingestão diária recomendada de fibras dietéticas. Além disso, o tipo de fibra encontrado na lentilha é capaz de alimentar as bactérias benéficas presentes no nosso intestino, mantendo-o saudável.

5. Nozes e castanhas

Nessa classe de alimentos, podemos considerar alimentos como as nozes, amêndoas e castanhas de caju, por exemplo.
Uma porção de cerca de 28 gramas de nozes contém cerca de 5 a 7 gramas de proteínas, dependendo da variedade. Elas também são ótimas fontes de fibras, gorduras saudáveis, ferro, selênio, cálcio, magnésio, fósforo, vitamina E e algumas vitaminas do complexo B. Além disso, elas contêm substâncias antioxidantes em suas composição benéficas para a nossa saúde.

 

 

Fonte: https://www.mundoboaforma.com.br/15-melhores-fontes-de-proteina-vegetal/

 

Como preparar uma marmita vegetariana?

Preparar uma marmita vegetariana pode parecer fácil, mas é necessário equilíbrio dos nutrientes e uma variedade de alimentos para evitar deficiências nutricionais.
Quando você quer ter mais controle sobre as suas refeições do dia ou simplesmente quer economizar um pouquinho, preparar uma marmita vegetariana para levar para o trabalho ou para guardar na geladeira sempre é uma boa ideia.
Porém, de vez em quando, é preciso usar a criatividade para não cair nas marmitas padrões que, afinal, não são tão nutritivas ou equilibradas como deveriam ser.
Não consumir proteína animal requer um pouco de atenção, afinal, é necessário consumir este nutriente, pois sabemos que ele é essencial para a construção e manutenção do cabelo, pele, unhas e músculos, além da produção de enzimas, que são responsáveis por diversas reações em nosso organismo.
Por isso, alimentos de origem vegetal e ricos em proteína não pode faltar dentro de uma marmita vegetariana !
As proteínas são compostas por partes menores, chamadas de aminoácidos. Esses por sua vez, são divididos entre os essenciais e os não essenciais.
Vale ressaltar que os aminoácidos essenciais devem ser consumidos através da nossa alimentação, pois nosso organismo não consegue produzi-los.
Sabia que existe um superalimento que contém 18 dos 20 aminoácidos e todos os essenciais?

O colorido de uma marmita/prato vegetariano

Agora, fique atento a algumas dicas:
– Uma combinação excelente é o arroz e o feijão, ou outro cereal – quinoa, amaranto, aveia, trigo, cevada e centeio – combinado a outra opção de leguminosa – lentilha, ervilha, grão de bico e soja. Esta combinação de cereal + leguminosa é completa em aminoácidos essenciais;
– Quinoa e amaranto são cereais com um ótimo perfil protéico, por isso não devem ficar de fora da sua marmita;
– Não precisa encher sua marmita de carboidratos. É uma tendência, ao reduzir o consumo de proteína animal, automaticamente aumentamos o consumo de carboidrato (arroz, batata, mandioca, farinhas em geral, cará e inhame).
– Ter uma variedade de vegetais é essencial para contemplar diversos nutrientes numa única refeição. Escolha sempre duas folhas (uma verde clara e outra verde escura) e legumes de sua preferência – sempre priorizando cores diferentes no prato;
– Cogumelos são ótimas fontes de proteína, invista neles. Além disso, são ricos em betaglucana, uma substância capaz de estimular o nosso sistema imunológico, potencializando a nossa saúde. Outros vegetais ricos em proteínas: brócolis, couve-flor, espinafre, couve e ervilha em vagem;
– Cuidado com as frituras e invista em preparações assadas e cozidas;
Hambúrguer vegetariano
– Invista nas sementes, como linhaça, semente de girassol e de abóbora, gergelim e chia e nas oleaginosas (castanha de caju, amêndoa, pistache). São alimentos ricos em gordura boa, vitamina E, fibras e antioxidantes, aumentando o teor de nutrientes da sua marmita, além de terem um pouco de proteína;
– Uma ideia interessante é fazer hambúrguer vegetariano, atravésComo preparar uma marmita vegetariana? do qual você pode aliar cereais, leguminosas, sementes, grãos e vegetais ricos em proteína. Desta maneira, fica mais fácil compor as suas refeições sem proteína animal e sem esquecer o equilíbrio nutricional.